Dino News #58

tela-news-cabecalho-58

Em um futuro próximo, o derretimento glacial cobriu 98% da Terra. Enquanto os sobreviventes se abrigam em embarcações e favelas flutuantes, os tubarões se tornaram a espécie dominante do planeta, realizando um ataque mortal sob a liderança de um tubarão alfa-mutante. Os roteiristas Marc Gottlieb e Mark Atkins III fizeram bem o dever de casa. Como quadrinista, posso dizer que a estória de Planeta dos Tubarões é melhor que muitas histórias em quadrinhos da Marvel e DC Comics. Levando em conta a licença poética, o embasamento científico está lá; não foi feito de qualquer maneira. Entretanto, com todos os atributos do roteiro estilo comics, Planeta dos Tubarões não é uma história em quadrinhos, é um filme.

Mesmo existindo um mercado para filmes trash eu gosto de avaliar filmes como este à minha maneira. Não gosto de criticar simplesmente. E como poderia? Eu mesmo nunca fiz um filme na vida, então, eles estão anos luz à minha frente. Contudo, acredito que filmes com animais como protagonistas precisam ter no mínimo efeitos especiais razoáveis. Para um filme de baixo orçamento, Planeta dos Tubarões me surpreendeu com a qualidade da computação gráfica. Para ser honesto, esperava algo bem mais tosco do que vi. Me pergunto o que a equipe de produção não faria com um orçamento maior para investir em CGI. Só tem um detalhe que eu não consigo engolir nesse filme: tubarões rugindo feito leões!!! Tubarões não possuem cordas vocais, Marc Gottlieb e Mark Atkins III, fala sério!!!

Se você gosta de filmes trash, histórias em quadrinhos ou tudo isso junto, vai querer conferir Planeta dos Tubarões! Já visitou nossa galeria de filmes trash de animais pré-históricos? Clique AQUI, compartilhe e volte sempre! 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *